Redes sociais
Publicidade

Por Guilherme Ramos, para o TechTudo


As redes sociais podem ser um ambiente bastante tóxico. No Instagram, por exemplo, é comum que influenciadores promovam um padrão de vida e beleza inalcançáveis, o que pode gerar problemas de autoestima em muitos usuários. Já o Twitter é conhecido por ser palco de cancelamentos e propagação de discursos de ódio. Existem, entretanto, uma série de outras plataformas mais "amigáveis" que são pouco conhecidas. Uma delas é o BeReal, rede que vem fazendo sucesso por só permitir uma publicação por dia e não ter filtros. O objetivo é justamente valorizar conexões reais.

Redes sociais focadas em temas específicos também pode ser bem menos tóxicas do que as mais famosas. O Skoob, por exemplo, é um aplicativo voltado para usuários que gostam de compartilhar suas experiências literárias e descobrir novos conteúdos. O Letterboxd tem uma proposta semelhante, mas é voltado para filmes. Pensando na saúde mental dos usuários, o TechTudo listou cinco redes sociais menos tóxicas que você deveria experimentar. Confira a seguir.

Redes sociais diferentes das mais famosas podem ser menos tóxicas; veja lista — Foto: Getty Images

Qual a sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo

1. BeReal

BeReal é um aplicativo disponível para celulares Android e iPhone (iOS) que busca estimular os usuários a "serem eles mesmos". Na contramão de redes sociais que valorizam a produção massiva de conteúdo e o engajamento, como TikTok e Instagram, o app não tem filtros e permite apenas um post por dia em horários pré-determinados.

BeReal é rede social sem filtros e que só permite um post por dia — Foto: Marcela Franco/TechTudo

Em um horário aleatório, o BeReal envia uma notificação em massa para os usuários tirarem uma foto e compartilharem com os seus amigos o que estão fazendo exatamente naquele momento. A ideia é que a postagem seja feita em até dois minutos, e o BeReal registra simultaneamente as câmeras frontal e traseira. Caso o usuário tente tirar várias fotografias antes de publicar, o app "dedura" as tentativas de fraude.

Além disso, não há feed. Quando a notificação do dia é exibida, todas as imagens postadas anteriormente desaparecem, de modo a restar apenas as próprias fotografias do usuário no campo ‘Suas memórias” — como as lembranças do Instagram.

Apesar de ser mais conhecido como um editor de fotos, o VSCO Cam também funciona como uma espécie de rede social. No aplicativo, disponível para Android e iPhone, cada usuário tem um feed próprio, mas a interação não é o foco do app. Isso significa que não é possível curtir e comentar fotos dos outros e nem tornar seu perfil privado. Entre as funcionalidades do VSCO está a ferramenta "Espaços", que permite criar galerias compartilhadas sobre um tema específico, evento ou localização.

VSCO ficou popular como editor de imagens, mas também funciona como uma rede social — Foto: Marvin Costa/TechTudo

O aplicativo conta com uma versão gratuita, que limita as interações e possibilidades de edição. Há também o plano pago, que custa US$ 29,99 por ano ou US$ 7,99 por mês (cerca de R$ 154,72 e R$ 41,22, respectivamente) e oferece um editor com mais opções de filtros e ferramentas avançadas de edição de vídeo. É possível testar o plano premium gratuitamente por sete dias.

Outra opção voltada para fotografias é o Pinterest, rede social disponível na versão web e para celulares Android e iPhone (iOS). Apesar de ter algumas similaridades com o Instagram — é possível publicar, curtir e comentar imagens e até mesmo vender itens —, a rede social funciona como um grande moodboard é mais conhecida por ser um "acervo" de conteúdos inspiradores. Nela, os usuários podem encontrar referências de moda, decoração, estilo de vida e diversos outros temas.

Pinterest é rede social no estilo moodboard que ajuda a encontrar inspirações — Foto: TechTudo

Além disso, o Pinterest tem regras para diminuir atividades tóxicas, como a proibição de pornografia e disseminação de ódio. A rede social modera conteúdos para proteger os usuários, removendo ou limitando o alcance de mídias que incluem algum tipo de estereótipo ou ataques discriminatórios.

4. Skoob

O Skoob é uma rede social brasileira voltada para leitores. Nela, os usuários podem criar uma estante virtual com as obras que estão lendo, já leram ou ainda desejam ler. Além dos apps para Android e iPhone (iOS), em que é possível até ler o código de barras do livro para cadastrá-lo em seu acervo, há uma versão para web. A rede conta com um feed onde os usuários publicam suas atualizações de leitura e opiniões, podendo receber curtidas e respostas de amigos.

O Skoob é uma rede social que proporciona a integração de leitores brasileiros — Foto: Emanuel Reis/TechTudo

Além disso, o aplicativo também disponibiliza grupos de discussão sobre algumas obras e permite adicionar e entrar em contato com demais usuários por mensagem. Para incentivar a leitura, o Skoob oferece desafios, como número de livros por ano ou sequência de leitura por dia, mas identifica e reprime quem trapaceia apenas para contar como "desafio vencido".

5. Letterboxd

Para quem é apaixonado por cinema, o Letterboxd é uma ótima alternativa. Nesta rede social, é possível criar listas para organizar curtas e longas-metragens já assistidos, fazer resenhas e dar notas. A plataforma, que está disponível em versão web e para celulares Android e iPhone (iOS), também disponibiliza informações sobre as produções do catálogo, como elenco, sinopse e avaliações. Vale citar que não é possível assistir aos filmes diretamente no app.

Letterboxd é uma rede social focada apenas em filmes — Foto: Marcela Franco/TechTudo

Além do plano gratuito, o Letterboxd oferece as versões Pro e Patron, por R$ 49,00 e R$ 129,00 por ano, respectivamente. No primeiro plano, são liberadas mais funções e filtros para personalizar listas, notificação de quando filmes entrarem em streamings específicos e maior liberdade de edição do perfil. Além dos benefícios do primeiro plano, o assinante da segunda modalidade ganha plano de fundo em perfil, listas e reviews, tem seu nome exibido na lista de patronos do app e acesso a ferramentas beta antes dos demais.

Com informações de ScreenRant

Veja também: cinco aplicativos gratuitos que você precisa ter no celular

5 Aplicativos gratuitos que você precisa ter no celular!

5 Aplicativos gratuitos que você precisa ter no celular!

Mais do TechTudo